Como alimentar seu cão de forma inteligente

Atualizado: Mar 29

O ambiente limitado, muitas horas de isolamento, falta de atividade física, mental e social implicam em uma baixa qualidade de vida para o animal, favorecendo o aparecimento de comportamentos indesejados, atípicos ou estereotipados.

Procurar comida está no pacote genético da espécie, forragear, buscar as fontes de recursos. Comida a disposição esta entre as situações que favorecem o aparecimento de problemas comportamentais e também de saúde. O cão que tem comida à vontade acaba sendo desestimulado a comer, valorizando cada vez menos este recurso que esta sempre disponível.


O correto e indicado pela maioria dos profissionais é retirar a alimentação caso o cão não coma dentro de poucos minutos. Se programe para passar uma semana aplicando a nova rotina de apenas 5 minutos o pote com alimentação ficará a disposição, se não comer naquele momento somente no próximo horário. Após seu cão estar comendo no horário que a comida esta disponível, aí você começará a inserir a ração dentro dos brinquedos.

A ideia é tornar os momentos que oferecemos a alimentação ao nosso cão, divertidos e interativos. Beneficiando o animal em diversos aspectos, como estimular a independência, aumentar o otimismo e autoconfiança, permitir que o animal controle o ambiente para conquistar os recursos, resolver problemas e melhorar a cognição. Gerando oportunidades para expressar seus comportamentos naturais, dentro do ambiente familiar.

Comece a guardar os produtos recicláveis que possam servir para esconder à ração ou dificultar o acesso à alimentação. Certifique-se que seu cão não engula objetos não comestíveis, se por acaso seu cão é desses que come qualquer coisa, busque brinquedos mais seguros e próprios para cães.

Lembrando que a dificuldade da atividade deve ser gradualmente aumentada, sendo bem fácil no início e depois quando o cão está mais esperto, aumentar o desafio. Usar a alimentação para criar vários tipos de atividades diariamente. Os cães se alimentam de 1 a 2 vezes ao dia, enquanto os filhotes 3 a 4 vezes ao dia. A cada vez que você for oferecer a alimentação escolherá algumas das atividades listadas abaixo para aplicar. 1 – Tapete de atividades (fuçar)

2 – Brinquedos dispensadores: pet ball, wobller, garrafa pet com furos para cair a ração, etc.

3 – Brinquedos recheáveis: kong, bonequinha ou monstrinho, frutas zee.dog, etc.. Casco ou chifre recheado Os brinquedos para colocar recheio são uma ótima opção para cães que são mais agitados ou ativos, pois o ato de lamber e roer os brinquedos provoca a liberação de hormônios relacionados ao bem-estar e relaxamento. O recheio pode ser a combinação de diferentes alimentos. Exemplos: frutas amassadas, legumes cozidos, iogurte natural, ração amolecida, patê de carne enlatado ou caseiro, pet delícia, alimentação natural, etc.

4 – Brinquedos recicláveis: dentro de caixa de papelão (com folhas ou papel picado), caixa de ovos, caixa de sapatos, etc. Esta atividade estimula o comportamento natural de forrageamento que é a busca e a exploração de recursos alimentares. É uma habilidade particularmente importante, pois afeta a aptidão do animal, influenciando diretamente a sobrevivência e a reprodução do organismo.

5 – Treino de novos comportamentos ou reforçamento dos antigos já ensinados


9 visualizações

48 99927 1135

©2008 por LoyAU Escola Canina.